quinta-feira, 23 de setembro de 2010

III edição do Prêmio Culturas Indígenas


O Prêmio Culturas Indígenas de 2010 tem duas novidades: um novo formato de seleção de projetos e o lançamento do Portal de informações interativas sobre culturas indígenas. A edição que homenageia Marçal Tupã-Y, premiará 92 trabalhos habilitados na edição de 2007 com o objetivo de valorizar o esforço das comunidades e organizações que enviaram propostas e não foram contemplados na época. O prazo para confirmação de inscrição é até o dia 15 de outubro.
Edital premiará projetos habilitados em 2007 e lançará Portal de informações interativas sobre culturas indígenas
O Prêmio é uma realização da Secretaria da Identidade e da Diversidade Cultural do Ministério da Cultura em parceria com Articulação Indígena da Região Sul (ARPINSUL), com o patrocínio da Petrobras por meio de recursos da Lei Rouanet. Ele visa incentivar a produção cultural indígena e destacar as ações, projetos e iniciativas, desenvolvidos pelas comunidades e compartilhá-los com a sociedade em geral.
Os projetos concorreram em 15 categorias relacionados às expressões culturais indígenas, dentre elas: religião, rituais e festas tradicionais; língua indígena; músicas, cantos e danças; teatro e histórias encenadas; jogos e brincadeiras; artesanato; medicina tradicional; memória e patrimônio; e arquitetura tradicional. Cada premiado receberá 20 mil reais e a distribuição dos prêmios será feita de forma a garantir o maior número de povos por Estado.
Portal
O portal de informações interativas sobre culturas indígenas será lançado simultaneamente à premiação, marcada para o final do ano. A idéia é que o portal, alimentado pelo banco de dados do prêmio, seja também um canal de divulgação das culturas indígenas. Serão disponibilizadas para a rede de comunidades e organizações indígenas, entre outros segmentos, informações e ferramentas que estimulem a troca de experiências, ofereçam subsídios para elaboração de políticas públicas e que ampliem o mapeamento e a divulgação dessas expressões culturais. O objetivo do portal é fortalecer a rede das culturas indígenas.
Homenagem
A cada edição o Prêmio homenageia um líder indígena reconhecido pela luta em favor dos direitos dos povos indígenas. A III Edição lembra o líder guarani Marçal Tupã-Y assassinado em 25 de novembro de 1983 em função de seu papel na luta pela demarcação das terras indígenas. O Prêmio Culturas Indígenas já homenageou o líder kaingang Angelo Cretã e o cacique Xicão Xucuru, respectivamente em 2006 e 2007.
Como se inscrever
As comunidades contatadas pela equipe do Prêmio devem enviar para Rua Harmonia, 1150, bairro Vila Madalena, São Paulo, SP, Cep: 05435-001, os seguintes documentos: um documento reafirmando a intenção de executar as ações previstas na iniciativa da comunidade ou organização indígena  e um segundo documento indicando o representante da comunidade que receberá o recurso em caso de premiação. Estes documentos devem conter pelo menos 10 assinaturas de lideranças da comunidade proponente da iniciativa. Se a iniciativa tiver sido apresentada por uma organização indígena, deve conter a assinatura de todos os seus diretores.
Mais informações:
Coordenação do Prêmio Culturas Indígenas:
premioculturasindigenas@gmail.com / (11) 3868 3760
Texto: Rachel Mortari (SID/MinC), com informações de Railidia Carvalho (Coordenação do Prêmio Culturas Indígenas)
Fonte: Ministério da Cultura

Inscrições abertas para XIV Festival Sertanejo de Poesia


Estão abertas incrições para a XIV edição do Festival Sertanejo de Poesia – Prêmio Augusto dos Anjos, que acontecerá no município de Aparecida (PB). O evento é realizado pela Acauã Produções e tem como objetivo promover poetas, fomentar a discussão sobre ampliação de espaços culturais e homenagear o poeta paraibano Augusto dos Anjos.
Sem restrições de localidade e estilo, poetas poderão inscrever obras inéditas e originais em língua portuguesa até o próximo dia 30 de outubro. As premiações acontecerão em dezembro, em data a ser definida. Os três primeiros colocados no XVI Feserp receberão o troféu Augusto dos Anjos, confeccionado pelo artista plástico Berg Almeida, e um exemplar do livro Antologia Poética do Feserp. Todos os participantes receberão certificado de participação, independente da Classificação.
As inscrições podem ser realizadas pessoalmente, por e-mail ou carta. O endereço das inscrições é “Ponto de Cultura Casa da Cultura Antonio Nóbrega, Rua Cecílio Abrantes, s/n, CEP 58823-000  - Aparecida (PB)”. Para inscrições virtuais os e-mails disponíveis são: feserp@ig.com.br e apcfeserp@bol.com.br.
Clique aqui para ver o regulamento.
Mais informações: (83) 8119.8145 e  www.apcfeserp.zip.net.
Fonte: Blog do Feserp

SecultBA realiza cadastramento de espaços culturais da Bahia

Previsão é de que 200 centros de cultura sejam mapeados até o final de setembro

A Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA), por meio da Fundação Cultural do Estado (FUNCEB) e da Superintendência de Promoção Cultural (Suprocult), promove, até o dia 30 de setembro de 2010, o mapeamento dos espaços culturais do estado. A ação, que teve início em julho, faz parte do Sistema de Informações e Indicadores em Cultura (SIIC), uma ampla base de dados que estará disponível na internet e será alimentada pelos gestores da cultura dos governos federal, estadual e municipal, e também pela sociedade civil, por instituições culturais públicas, privadas e de interesse público.
O SIIC pretende suprir a lacuna de informações relacionadas à cultura e é composto por três eixos básicos: Cadastro; Gestão; e Estudos e Pesquisas. O primeiro visa construir, implantar e acompanhar o cadastramento de espaços culturais, indivíduos (artistas, produtores), grupos artísticos, instituições culturais, festas populares e patrimônio cultural. A coleta de informações atualizadas da atividade cultural baiana subsidiará o planejamento e a implementação de políticas públicas condizentes com as reais necessidades da sociedade civil.
Até o momento, foram cadastrados 60 espaços de 37 cidades diferentes, tais como Paulo Afonso, Ilhéus, Itapetinga, Belmonte, Porto Seguro, Baixa Grande, Lençóis, Feira de Santana, Alagoinhas, Itabuna e Luis Eduardo Magalhães, além da capital. A previsão é de que 200 centros sejam por fim apresentados. Para tanto, está sendo utilizado um formulário criado através de uma ampla pesquisa realizada a partir do Censo de 1996/2006, cujas distribuição e divulgação nos Territórios de Identidade da Bahia vêm sendo feitas com apoio dos representantes territoriais, que têm também auxiliado os responsáveis pelos espaços para o seu preenchimento.
Cadastro
A Secretaria de Cultura já realizou o cadastramento das Filarmônicas, Fanfarras, Grupos de Culturas Populares e de Teatro de Rua. Com o cadastramento, é possível estabelecer políticas públicas específicas para cada setor com informações importantes que dão base para a execução dessas ações.
Para se cadastrar nesta nova etapa, voltada a espaços culturais, um representante do local deve preencher o formulário disponível em sistema on line, pelo link http://u.nu/3cxte. O acesso à página pode também ser feito através dos sites da FUNCEB (www.funceb.ba.gov.br) e da SecultBA (www.cultura.ba.gov.br). São solicitadas informações básicas, como nome, endereço, telefones, e-mails e responsáveis legais, além de dados a respeito da situação em que se encontra o espaço (em atividade, desativado, em construção etc.), existência de mantenedora e frequência de público. O único pré-requisito é que o local funcione de fato como um ambiente de cultura. No caso de dúvidas, a diretoria de Espaços Culturais da FUNCEB está à disposição para esclarecimentos, através do e-mail equipamentos@funceb.ba.gov.br ou dos telefones (71) 3116-6877 e 3116-6879.
Cadastramento de espaços culturais da Bahia
Realização: FUNCEB/ Suprocult/ SecultBA
Quando: Até 30 de setembro de 2010
Onde: Formulário on line disponível em http://u.nu/3cxte
Quanto: Grátis
Informações:
Telefones:
71 3116-6877/3116-6879
E-mail: equipamentos@funceb.ba.gov.br
www.funceb.ba.gov.br | www.cultura.ba.gov.br
Fonte: Secult-BA

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

MCT e CNPq lançam edital de apoio para projetos de inclusão

 
O Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ) lançaram edital relativo a apoio financeiro para projetos de extensão focados no suporte às redes informacionais para a inclusão digital e social. Os interessados deverão submeter propostas através da Plataforma integrada Carlos Chagas até o dia 20 de outubro de 2010.
Edital foi publicado no Diário Oficial da União no último dia 06. Imagem: Por Roosevelt Lins, imagem licenciada por Creative Commnons disponível no endereço: http://search.creativecommons.org/?lang=pt#/. Attribution-NonCommercial-ShareAlike 2.0 Generic
O valor global do Edital é de  R$ 5.540.000,00, sendo no máximo R$ 68.750,00 para cada proposta que contemple a capacitação e a promoção de atividades gratuitas voltadas para as áreas de Comunicação, Cultura,  Direitos Humanos, Justiça, Educação, Meio Ambiente, Saúde, Tecnologia e Trabalho.
Como no Projeto Casa Brasil (edital lançado anteriormente), a proposta deve ser desenvolvida em locais com estrutura adequada, conexão de internet e abordar o uso de software livre. O proponente deve ser professor de uma Instituição de Ensino Superior pública ou privada e ter vinculo com a instituição de execução do projeto.

O Edital, Regulamento e formulário podem ser acessados no seguinte endereço eletrônico:
http://www.cnpq.br/editais/ct/2010/049.htm
Fonte: Pontão de Cultura Ganesha

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Mais 40 categorias econômicas poderão se registrar como Empreendedor Individual

Entre elas estão mestres de obras, carroceiros que transportam cargas e mudanças e reparadores de móveis e de toldos e persianas

Agência Sebrae
A partir de 1º de dezembro de 2010, empreendedores por conta própria de 40 novas atividades econômicas poderão se formalizar como Empreendedor Individual. Hoje essas atividades já são mais de 400. Entre as novas categorias estão mestres de obras, carroceiros que transportam cargas e mudanças, comerciantes de cestas de café da manhã e de produtos naturais, instaladores de rede de computadores e de antenas de TV, locutores de mensagens fonadas e ao vivo e reparadores de móveis e de toldos e persianas.
A inclusão de novas categorias está na Resolução nº 78, aprovada nesta segunda-feira (13) pelo Comitê Gestor do Simples Nacional (CGSN) – sistema tributário simplificado que também inclui o Empreendedor Individual. Conforme o secretário-executivo do Comitê, Silas Santiago, a decisão atende reivindicações de entidades representativas e de apoio aos micro e pequenos negócios, como o Sebrae.

Revisão
O CGSN também retirou 12 atividades econômicas da lista de formalizações como Empreendedor Individual. São elas: boaiadeiro ou vaqueiro; caçador; colhedores de castanha-do-pará, de palmito e de produtos não madeireiros; lavrador agrícola, pescadores em água doce e salgada; podador agrícola, produtor de algas e demais plantas aquáticas, reflorestador e seringueiro.
De acordo com o secretário Silas Santiago, a decisão também atende reivindicações de entidades representativas dessas categorias econômicas para evitar perda de benefícios a que já têm direito. Cita como exemplo o caso do pequeno agricultor que recolhe 2,1% sobre a sua produção, o que significa menor valor do que o pago pelo Empreendedor Individual. A retirada dessas categorias visa evitar problemas de entendimento. “Esse é um público que precisa ser protegido”, diz Santiago.
O Comitê também aprovou mais duas resoluções - de números 76 e 77 - que, conforme o secretário, tratam basicamente de questões administrativas. A previsão é de que as resoluções sejam publicadas no Diário Oficial da União da próxima quarta-feira (14).

Premiação Instituto Claro > Novas formas de aprender e empreender

Fomento ao empreendedorismo social e estimular a articulação em rede, reconhecendo pessoas e organizações que realizam projetos inovadores relacionados à aprendizagem e ao desenvolvimento comunitário, por meio das novas tecnologias.  As inscrições vão de 01 de setembro a 03 de dezembro, pelo site do Instituto Claro (www.institutoclaro.org.br). No site também estão o regulamento e um tutorial com dicas sobre como inscrever um projeto. A premiação, no total de R$ 150 mil, acontece no início de 2011.

Edital para Seleção de Projetos Sociais 2010

Chamada pública destinada às instituições privadas e sem fins econômicos, que operam projetos destinados a contribuir para o empoderamento das mulheres a partir da aquisição e ou desenvolvimento de habilidades que facilitem o ingresso no mercado de trabalho. A atuação deverá estar alinhada a educação e formação profissional para o fomento ao empreendedorismo, formas associativas e ou cooperativas para a produção ou prestação de serviços, visando potencializar a inclusão e promoção social de mulheres. São considerados passíveis de concorrer aos recursos desta chamada pública os projetos que tiverem orçamento de execução de, no máximo, R$ 60.000,00 (sessenta mil reais), com prazo máximo de 12 (doze) meses para sua execução, a contar da assinatura do Termo de Compromisso.A inscrição dos projetos deverá ser feita pelo site do Instituto Lojas Renner – www.institutolojasrenner.org.br – Para efeitos de encerramento das inscrições, serão considerados os projetos enviados pelo site até as 23h59min do dia 20 de setembro de 2010.

Prêmio Anamatra de Direitos Humanos

Para participar, é preciso inscrever o projeto pelo site. Para preencher o formulário e obter mais informações, acesse: http://migre.me/1jADA(Fonte: CESE, 16 de setembro)  Prêmio Anamatra de Direitos Humanos tem inscrições até 8 de outubroSeguem até 8 de outubro as inscrições para o Prêmio Anamatra de Direitos Humanos 2010, que tem como tema “Direitos Humanos e o Mundo do Trabalho”. O prêmio, que é uma realização da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), conta com três categorias – Instituição, Judiciário Cidadão e Imprensa. Será distribuído um total de 40 mil reais em prêmios. Além da premiação em dinheiro, o vencedor em cada categoria/subcategoria receberá a estatueta inspirada no "Cilindro de Ciro".O objetivo da Anamatra com essa iniciativa é valorizar as ações e atividades desenvolvidas no Brasil, realizadas por pessoas físicas e jurídicas que estejam comprometidas e que promovam, efetivamente, a defesa dos direitos humanos no mundo do trabalho. Cada participante pode efetuar apenas uma inscrição por categoria/subcategoria. As ações e os projetos inscritos deverão ter sido implementados ou executados de setembro de 2009 a agosto de 2010. A entrega do prêmio acontecerá, em Brasília, no dia 8 de dezembro de 2010, em local a ser definido. Informações sobre o regulamento e a ficha de inscrição podem ser obtidas no site da Anamatra(http://www.anamatra.org.br/ou pelo e-mail: premiodh@anamatra.org.br. 
Fonte: ABCR, 28 de julho de 2010 e Paula Lubambo no Portal Mobilizar

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Toda escolha, coloca ou tira você de algum caminho

Gostei deste texto no blog Jornalista frustada e repito agora, porque estou fazendo escolhas




De segunda a sexta,
Posso escolher acordar 4:30 ou 5:00, já rolou até de acordar 5:30.

Posso escolher entre pegar o ônibus das 6;20, 6:40, já rolou até o das 7.

Posso escolher ir de ônibus, trem ou de carro.

Posso escolher entre calça e saia, entre calça e vestido, óculos ou lente, salto ou sapato baixo, cabelo preso, cabelo solto...

Posso escolher entre tomar café em casa, na padaria ou no trampo.

Posso escolher entre entrar no departamento e dizer a todos: - BOM DIAAAAA. Ou simplesmente entrar de cabeça baixa e sentar na minha mesa.

Posso escolher almoçar no refeitório, almoçar fora ou simplesmente não almoçar.

Posso escolher sair as 17:00, 17:30, 18:00 ou 20:00.

Posso escolher a 2ª fase da OAB: civil, penal, trabalhista ou tributário.

Posso escolher as pessoas que ando.

Aos sábados, escolho se faço pé e mão, ou só mão, se vou as 9:00, 9:30 ou 10:00.

Posso escolher a cor do meu cabelo, e hoje, posso escolher se ele vai ser liso ou cacheado.

Posso escolher se vou para o cursinho ou não.

Posso escolher dormir cedo ou não.

Posso escolher sair para tomar umas ou não.

Aos domingos, posso escolher dormir até mais tarde, ir almoçar na minha mãe ou ficar em casa estudando.

Escolhas...

A escolha está presente em nossas vidas todos os dias, e no automático, vamos fazendo as escolhas que nos são apropriadas e convenientes a determinados momentos, não escolhemos o que não queremos, não escolhemos por que somos obrigados, o próprio nome diz: escolhas.

E toda escolha lhe traz uma conseqüência, pois a escolha te tira de um caminho que vc percorreria se não a tivesse escolhido.

Por vezes, as escolhas as não são muito amplas, não nos oferecem muitas opções ou oportunidades, e temos que acabar optando dentre as coisas plausíveis e convenientes.

Toda escolha, coloca ou tira vc de algum caminho.

É impossível viver, sem se fazer escolhas.

As vezes eu penso que deveria ir de carro,
As vezes penso que deveria ter colocado aquele salto alto para aquela reunião.

Mas aquele ponto que cheguei, aquela situação, foi por alguma escolha que fiz e que não me dá oportunidade de mudar.

Opa! Dá sim para mudar... mas para mudar, lá vem outra escolha.
Escolher mudar, ou deixar como está?

Escolhas.

Com esforço, elas podem ser inúmeras, variadas ampliando as opções... é possível, sendo necessário apenas criar o ambiente para que as escolhas que tenha que fazer, sejam amplas.

Escolhas.

O amor

Peço licença aos meus leitores para falar hoje sobre o Amor:




O amor.

Depois de um tempo vc percebe a diferença.

Claro, depois de muitas cabeçadas tb, óbvio!!!

Que graça teria viver sem as suas devidas e bem dadas cabeçadas?

Em pleno século 21, em uma sociedade dita desenvolvida, um mundo globalizado, com pessoas conectadas, com acesso a todo tipo de informação e possibilidades de comunicação... as pessoas ainda tem dificuldade de falar aquilo que sentem.

Surreal, pense grande, pense global.

Saímos, bebemos, comemos, viajamos, estudamos, enfrentamos os mais diversos desafios, dia após dia e no entanto não sabemos lidar com o que sentimos.

E com certeza, o maior dos temores da HUMANIDADE, não é a dor, não é o fracasso, não são as guerras, a crise dos alimentos, o mercado financeiro, a morte, a frustração, a solidão...

O maior dos temores da humanidade é o sentimento de amor.

Aprendi, hoje tenho a nítida e completa compreensão do que é o amor.

As pessoas confundem, sexo, paixão, desejo, medo da solidão... com amor.

Mas a sua real percepção e concepção foge do que muitas pessoas já sentiram ou conhecem.

O amor não é tragédia, o amor não deve ser dor, sentir amor, não deve ser motivo de vergonha.

O amor nada cobra, o amor deseja o bem, o amor guarda, cativa, protege e torce.

Amar uma pessoa, sobre tudo, é desejar-lhe a felicidade, é querer que tudo dê certo.

Não o amor obsessivo, aquele que prende, que vigia, que implora! Não!

O amor é doce, aquece e não queima, amar por vezes, é abrir mão de si mesmo por aquele que ama.

Amar é querer estar junto, mesmo que em silêncio.

Amar é ver o mundo de uma outra forma, a forma como o outro veria.

Amar é ver algo e lembrar daquele que ama, e querer que tivesse junto para compartilhar, mas com os olhos do coração, vc sente que a pessoa está lá.

Temos vergonha de dizer: - Eu te amo.

Em uma relação, esperamos o outro dizer que nos ama, para dizer tb.

Em uma relação, quando dizemos eu te amo, esperamos um eu te amo tb.

Amar por um momento, é ser egoísta: - hei, escuta, eu te amo, mas agora o que vc vai fazer com isso é um problema seu!

Temos vergonha, de dizer, de doar-se ao outro, mesmo que por um momento, quem ama diz e faz, sem esperar nada em troca.

Não temos vergonha de matar, roubar, trair, se embebedar, fazer sexo casual, sonegar, invejar, odiar, não respeitar as leis de transito (?hahaha), cobiçar o alheio... Não temos vergonha de tantas coisas feias... e pq ter vergonha do amor, que é um sentimento belo e generoso?

As vezes me parece que vivemos em uma sociedade de princípios invertidos, onde quem faz sexo casual é o bom, quem sonega é o esperto, quem se embebada é o gente boa, quem odeia é o sincero ...

E quem ama, é o babaca.

Tudo errado.

Sinceramente, dos fardos que carrego na minha vida, não será o amor um deles.

Pois o vejo, como uma dádiva, um presente, um sentimento nobre, que como eu disse inicialmente, poucos têm a real concepção e sorte e oportunidade de tê-lo e vivê-lo.

Não combino com a condição de sofredora, de mártir, de incompreendida... não pelo amor.

Por isso, AMO, MUITO. Poucos e bons amigos, que me despeço ao telefone dizendo: - te amo.

Por isso, AMO, MUITO. Minha mãe, meu pai. Digo: - te amo.

Por isso, AMO, MUITO...

Entregar-se - amor.

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

“Projeto Talentos do Brasil Rural: Turismo e Agricultura Familiar a caminho dos mesmos destinos”,

As propostas podem ser enviadas até 27 de setembro

De 06 a 27 de setembro de 2010, o Ministério do Desenvolvimento Agrário, o Ministério do Turismo e o Sebrae/RS, com apoio da Agência de Cooperação Técnica Alemã (GTZ), convidam empreendimentos, por meio de chamada pública, a participarem do “Projeto Talentos do Brasil Rural: Turismo e Agricultura Familiar a caminho dos mesmos destinos”, que visa inserir produtos e serviços da agricultura familiar no mercado turístico. Esta chamada selecionará 101 empreendimentos da agricultura familiar para ofertarem produtos para meios de hospedagem, bares, restaurantes e lojas de artesanato.

O projeto é direcionado para os mercados de 12 capitais brasileiras (Belo Horizonte/BH, Brasília/DF, Cuiabá/MT, Curitiba/PR, Fortaleza/CE, Manaus/AM, Natal/RN, Porto Alegre/RS, Recife/PE, Rio de Janeiro/RJ, Salvador/BA e São Paulo/SP) e seus respectivos entornos. Serão investidos mais de R$ 3 milhões para aprimorar os empreendimentos selecionados.

O formulário com a proposta de participação no “Talentos do Brasil Rural” deverá ser preenchido e enviado em duas cópias, sendo uma em meio físico, para Sebrae/RS – Projeto Talentos do Brasil Rural - , Rua Sete de Setembro, 555, CEP 90010-190, Porto Alegre/RS, A/C: Amanda Paim, e uma em meio digital para o endereço eletrônico editaltalentosdobrasilrural@sebrae-rs.com.br, até as 18 horas do dia 27 de setembro de 2010.

As propostas em meio físico poderão ser entregues pessoalmente ou enviadas por SEDEX, no endereço anteriormente referido, sendo que no caso de SEDEX, será considerado como data de recebimento o dia da postagem. Os resultados serão publicados a partir do dia 25 de outubro de 2010

Clique
aqui e acesse o edital
Clique
aqui e acesse o formulário

Programa concede bolsas para artistas plásticos, escritores e músicos

O Fundo Internacional para a Promoção da Cultura lançou, no dia 27 de agosto, edital para concessão de bolsas do programa “UNESCO-Aschberg para Artistas”, que promove a mobilidade dos jovens artistas por meio de residências artísticas no exterior. O edital é aberto a artistas plásticos, escritores e músicos entre 25 e 35 anos de idade.
A lista de bolsas disponíveis para 2011 está disponível aqui, com instruções completas sobre os procedimentos e prazos de candidatura. Também pelo endereço eletrônico aschberg@unesco.org pode-se esclarecer dúvidas relativas à bolsa de estudos.

Edital da TV Câmara pode ser lançado na próxima semana

Poderá ser lançado na próxima semana o edital para tomada de preços que determinará a nova empresa responsável pela TV Câmara. A Assessoria Jurídica da Casa trabalha na montagem e análise técnica do documento. Após a publicação do edital, a perspectiva, se não houver nenhuma impugnação dos participantes da seleção, é ter a vencedora em 30 dias. O Legislativo também trabalha para escolher, mediante pregão presencial, os responsáveis pelos serviços de limpeza e segurança.

Conforme o presidente da Casa, vereador Milton Martins (PT), a Câmara retomou o contato com a Coinpel, empresa de informática do município, para modernizar o site e os sistemas internos do Legislativo. Na pauta do presidente ainda constam a criação da Rádio Câmara e licitação para instalar uma cafeteria na sede do Parlamento pelotense.

O assessor jurídico do Legislativo, Cláudio Dutra, informou que o edital da TV Câmara deverá prever contrato de 24 meses, prorrogável por mais um ano.

Está aberta a Bienal Brasileira de Design 2010 Curitiba

Imprimir E-mail
   
De 14 de setembro a 31 de outubro, a capital paranaense terá a oportunidade de vivenciar diversas manifestações de design. A cidade recebe a Bienal Brasileira de Design 2010, organizada pelo Centro de Design Paraná e pela Federação das Indústrias do Estado (Fiep), por meio do Centro Internacional de Inovação (C2i). Essa é a primeira edição que conta com a realização de uma entidade que trabalha especialmente pela construção de uma cultura do design no Brasil e que tem foco na indústria. O tema do evento é "Design, Inovação e Sustentabilidade" e a curadoria geral é de Adélia Borges.
O objetivo desta edição é democratizar o design. "Procuramos dar ênfase em produtos que fazem parte do cotidiano, mostrando que o design e a sustentabilidade são para todos. A proposta é desmistificar essa temática levando a Bienal até as pessoas", revela Letícia Castro Gaziri, diretora de projetos do Centro de Design Paraná. Uma das grandes inovações é que a Bienal acontecerá em diversos pontos da cidade, tanto em espaços institucionalizados, como museus e universidades, quanto em locais públicos com alta circulação de pessoas, como os parques.

Na opinião do presidente da Fiep PR, Rodrigo da Rocha Loures, o design é o grande impulsionador do sucesso no ambiente industrial. "Os diferenciais tecnológicos entre os produtos tendem a ser cada vez menores e mais difíceis de serem percebidos pelo consumidor. E não estamos nos referindo apenas à apresentação final do produto, mas sim a todo processo, desde o desenvolvimento até sua comercialização. É necessário que a indústria, principalmente as micro e pequenas, passem a utilizar o design como ferramenta para a competitividade. A inovação permite que as indústrias possam crescer com competitividade, responsabilidade e sustentabilidade", comenta.

Para sediar o evento, Curitiba passou pelo Comitê de Orientação Estratégica da Bienal Brasileira de Design (Coeb), que reúne órgãos públicos, entidades privadas e instituições do terceiro setor. As outras edições da Bienal aconteceram em São Paulo (2006) e em Brasília (2008). O evento é itinerante e deverá ser realizado em cidades diferentes a cada dois anos. Em 2012, a Bienal acontecerá em Belo Horizonte.

Números
A expectativa da organização é receber 250 mil visitantes, não apenas profissionais da área, mas também o público em geral. "Durante os meses de setembro e outubro muitos olhares se voltarão para o Paraná. Esperamos atrair a atenção do país e do mundo para este tema tão significativo para o futuro de todos. Ao abrir esta discussão pretendemos trazer à tona o papel de cada um na sustentabilidade e no consumo consciente", afirma a diretora de projetos do Centro de Design Paraná, Letícia Castro Gaziri.

Ao todo, 38 conferencistas de diversos países se reunirão em Curitiba para esse debate. A participação poderá ser ampliada por cerca de 500 mil internautas que navegarão pelas exposições virtuais e poderão eleger o produto-destaque da Bienal.

Curadoria
A Bienal Brasileira de Design 2010 Curitiba tem como curadora geral a jornalista mineira Adélia Borges. A Bienal abordará temas da atualidade, sob a ótica da inovação e da sustentabilidade. Assim, sua visitação será essencial para quem quiser estar "antenado" não só no presente, como também nos rumos que o design deve seguir no futuro próximo. Os principais designers brasileiros de produto estarão representados. "Tivemos uma preocupação grande de não nos restringirmos ao eixo Rio-São Paulo, costumeiro em eventos desse tipo, e sim ampliar para todo o país", explica Adélia. Serão produtos e serviços de vários segmentos, em diferentes materiais e técnicas produtivas.

Mostras
Nove mostras compõem a Bienal Brasileira de Design 2010 Curitiba. As exposições reunirão as contribuições criativas do passado cujas influências permanecem até hoje; projetos que articulam o design, a inovação e a sustentabilidade; e trabalhos acadêmicos de excelência que projetam a geração de profissionais do futuro.

Confira as mostras e os locais:
Design, Inovação e Sustentabilidade
A principal mostra da Bienal apresentará um panorama da produção recente do design brasileiro, tendo como eixos condutores a inovação e a sustentabilidade. Cerca de 200 projetos, entre produtos, design de serviços e sistemas produto+serviço, incluindo design gráfico e de embalagens, estarão presentes.
Local: Fiep - Cietep
Curadoria: Adélia Borges - jornalista, curadora especializada em design e professora na Fundação Armando Álvares Penteado (Faap). Autora de seis livros, entre eles Designer não é Personal Trainer. Foi diretora do Museu da Casa Brasileira. Escreveu para várias publicações, como a revista Design & Interiores.

Sustentabilidade: E eu com isso?

Exposição de cartazes inéditos elaborados em torno da frase/tema "Sustentabilidade: e eu com isso?". O projeto se vale da força direta e sintética dos cartazes para buscar novos olhares que coloquem em questão e reflitam sobre o termo sustentabilidade, sua conceituação, uso e consequências. Além de 20 peças criadas por artistas visuais e jovens designers convidados, a exposição terá mais 10 feitas por estudantes selecionados em concurso nacional organizado em parceria com o NDesign. A mostra estará em espaços urbanos abertos, num esforço deliberado para chegar a públicos mais amplos do que aqueles que usualmente frequentam exposições. Conjuntos de cartazes serão disponibilizados para instituições que queiram realizar mostras em suas cidades, simultaneamente à Bienal. Informações: (41) 3018-7332/ 3018-7332
Local: Ambientes urbanos de Curitiba, como Parque Barigüi e Jardim Botânico, e de outras cidades, ainda a serem confirmados.
Curadoria: André Stolarski - designer visual, atual diretor da Associação dos Designers Gráficos do Brasil, professor na ESDI/UERJ e na ESPM/RJ. Dirigiu o departamento de design e museografia do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro. Foi coordenador geral da Bienal Brasileira de Design Gráfico ADG em 2008.

Rico Lins - designer, diretor de arte, professor e curador. Tem Master pelo Royal College of Art de Londres. Foi professor da NY School of Visual Arts e coordenou o Master em Graphic Design no Istituto Europeo de Design SP. Em 2009, realizou a exposição "Rico Lins: Uma Gráfica de Fronteira".

Bienais de Design: Primórdios de uma ideia
Esta exposição recupera a história das primeiras bienais de design realizadas no Brasil. No Rio de Janeiro, foram três edições da Bienal Internacional de Design, em 1968, 70 e 72, organizadas pelo Instituto de Desenho Industrial (IDI). Em Curitiba, o professor Ivens Fontoura liderou duas edições da Bienal Brasileira de Design, em 1990 e 1992.
Local: Fiep - Cietep
Curadoria: Freddy Van Camp - designer, titular da Van Camp Design, pós-graduado na UCLA/USA e na SHFBK Braunschweig/Alemanha. Professor da ESDI/UERJ desde 1974, já foi diretor desta instituição por duas ocasiões. Trabalhou ainda na Consul, onde fundou o departamento de design.
Ivens Fontoura - designer, crítico de design, museógrafo e professor. Mestre em Design Industrial (UNAM), em Educação (UFPR) e doutorando em Filosofia e Ciências da Educação (Universidad de Santiago de Compostela). É conservador-chefe do Museu Universitário PUCPR.
Design Urbano: Uma Trajetória
Nesta exposição o arquiteto, urbanista e administrador público Jaime Lerner pontua algumas das experiências de sua trajetória profissional de quase meio século no que diz respeito a intervenções de design urbano. São projetos elaborados tanto para Curitiba quanto para outras cidades nacionais e internacionais em que ele pôde aplicar seus conceitos de mobilidade, sustentabilidade e identidade. O ponto que une esses diferentes trabalhos é o fato de representarem soluções altamente inovadoras sem precisarem recorrer a orçamentos estratosféricos. Ligeirinho, o programa "Lixo que não é lixo", Rua portátil e os Dock-Docks, sistema de veículo supercompacto sem propriedade individual, são alguns dos projetos a serem apresentados.
Local: Memorial de Curitiba
Curadoria: Jaime Lerner - arquiteto. Atuou no planejamento que tornou Curitiba referência em gestão urbana. Foi prefeito municipal por três vezes e governador do Paraná. Desenvolve projetos de estruturação urbana para cidades do país e do exterior. É consultor das Nações Unidas para assuntos de cidades.
A reinvenção da matéria
Há uma febril movimentação no mundo hoje em torno do que podemos chamar de "reinvenção da matéria", em que o designer atua não no nível do produto, mas da matéria-prima com que ele é feito. O Brasil reúne condições especiais de liderar esse processo no cenário mundial, pois existem no país dezenas de recursos naturais que ainda não foram suficientemente estudados e utilizados. Além disso, há uma tradição popular no país quanto à reciclagem. Movido pela miséria, o povo brasileiro tinha práticas ecológicas antes mesmo de essa palavra ser incorporada ao dicionário. Esta exposição vai mostrar um panorama desse movimento no Brasil hoje. Seu foco são matérias-primas brutas e sua transformação, por meio da inteligência humana, em objetos sustentáveis.
Local: Museu Oscar Niemeyer
Curadoria: Adélia Borges
Mostra Internacional - It's a Small World (Dinamarca)
Como os designers dinamarqueses estão trabalhando temas globais como sustentabilidade, novas tecnologias e consumo? A mostra It's a small world tem a proposta de responder essa questão, ao apresentar a produção de um país com uma longa tradição na área do design, hoje bastante preocupado com soluções criativas e conscientes para a problemática ambiental. A exposição estreou em Copenhagen no final de 2009, foi para Shangai e agora chega ao Brasil e, reúne num mesmo espaço design, artesanato e arquitetura.
Local: Fiep - Cietep
Curadoria: Tina Midtgaard - Danish Design Centre; Karen Kjærgaard - Danish Crafts; e Kjersti Wikstrøm - Danish Architecture Centre
Memória do Design no Paraná
Cinco designers paranaenses estão sendo objeto de pesquisa realizada pela Universidade Positivo. O projeto "Memória do Design no Paraná: Entrevista Coletiva" visa a resgatar, por meio de entrevistas reunidas em livro e DVD, a história e o trabalho dos profissionais pioneiros no design do Paraná.
Foram selecionados profissionais com atuação marcante no período de 1960 a 1980 no Paraná. A seleção procurou levar em consideração a atuação em duas áreas: a programação visual e o desenho industrial. Os nomes são: Guilherme Bender, Jorge de Menezes, Ronaldo Rego Leão, Manoel Coelho, Rubens de Palma Sanchotene.
Local: Universidade Positivo
Curadoria: Antonio Razera Neto - designer, mestre em Engenharia Florestal pela UFPR, sócio-proprietário da empresa DZAi Industrial e Gráfico, coordenador e professor do Curso de Design de Produto da Universidade Positivo. Foi também coordenador e professor do Curso de Desenho Industrial da UFPR.
Renato Bertão - designer e artista plástico, professor do curso de Artes Visuais - Computação da Universidade Tuiuti do Paraná, professor e coordenador do Curso de Design - Projeto Visual da Universidade Positivo. Fez a direção técnica da Bienal Brasileira de Design de 1991.
Novíssimos
De um lado, a nova geração de designers, que está saindo dos bancos escolares. De outro, os empresários, tantas vezes precisando do frescor de ideias para responder a um mercado em mutação. A exposição Novíssimos vai aproximar esses dois atores, fazendo uma ponte entre oferta e demanda. De móveis a luminárias, de joias a utensílios domésticos, de máquinas a uma biblioteca itinerante, de sanitário a instrumentos de trabalho, uma visão de produtos concebidos por estudantes de todo o país tendo em vista as necessidades ambientais e sociais da população brasileira.


Serão apresentados 53 projetos de produtos, de 12 estados e 27 instituições, reunidos a partir de indicações de professores universitários de todas as regiões do Brasil e, posteriormente, selecionados por um júri composto por Nelson Ivan Petzold, Geraldo Pougy (Centro de Design Paraná), Gisele Leiva do Rio (ADP) e Roger Rieger (ABEDesign). Na seleção final estão participantes do Amazonas, Bahia, Maranhão, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Goiás e DF.
Local: Fiep - Cietep
Curadoria: Ivens Fontoura

Memória da Indústria: O caso da CIMO
A exposição tem como tema a experiência da Móveis Cimo S.A., criada em Rio Negrinho, SC, nos anos 1920, que posteriormente se estendeu ao Paraná. O empreendimento foi um dos marcos divisores entre a herança artesanal e o início da produção seriada no Brasil, e existiu até os anos 1970. Maior indústria de móveis do país, seus produtos estiveram em salas de aula, repartições públicas, escritórios, casas, auditórios e cinemas do Brasil e da América Latina, e ainda hoje estão vivos na memória das pessoas, reconhecidos por suas qualidades de resistência, durabilidade, beleza e conforto. A mostra trará documentos e fotos de época e cerca de 40 peças originais de mobiliário.
Local: Fiep - Cietep
Curadoria: Angélica Santi - designer de mobiliário desde 1968, fundadora da Oficina Arte Design, onde atua até hoje. Tem larga atuação docente: lecionou na Faap, Uniban, Oficina, Feevale e na Universidade Federal de Viçosa. A experiência da Cimo foi tema de sua dissertação de mestrado na FAUUSP.
Seminário internacional Design Innovation Labs
Entre os dias 15 e 17 de setembro, a Bienal Brasileira de Design 2010 Curitiba promove o seminário internacional Design Innovation Labs. O evento terá palestras, clínicas de consultoria para empresários, workshops, apresentação de cases de sucesso e painéis de discussão, com nomes de referência nacional e internacional. As atividades acontecem em três espaços diferentes: Cietep, Sebrae Paraná e Universidade Positivo e possuem tanto entrada gratuita, quanto ingresso mediante taxa de inscrição. Programação completa e inscrições pelo site www.bienalbrasileiradedesign.com.br
Ações educativas
Um dos objetivos do evento é ampliar a compreensão do design como ferramenta estratégica para a inovação e sustentabilidade. Para isso, propõe ações educativas que envolvam o público e os projetos apresentados. A temática Design, Inovação e Sustentabilidade será utilizada na capacitação de professores da rede municipal de ensino. Além disso, serão organizadas visitas de estudantes aos espaços da exposição, acompanhadas por equipes de monitoria. Para participar é preciso cadastrar a escola no site http://www.bienalbrasileiradedesign.com.br/ .
Ações interativas
Mesmo quem não puder participar do evento em Curitiba, poderá ter acesso às mostras da Bienal Brasileira de Design por meio da exposição virtual. O tour virtual pode ser feito em breve no site do evento. Além disso, é possível eleger o produto-destaque da edição 2010.
Ações paralelas
Paralelas às ações principais da Bienal 2010, acontecerão mais de 20 iniciativas culturais alinhadas ao tema Design, Inovação e Sustentabilidade. São exposições, debates, lançamentos de livros, mesas-redondas, visitas técnicas a empresas, entre outras atividades, propostas pela comunidade. Confira:
EXPOSIÇÃO PRODESIGN>PR
Exposição da produção dos designers do Paraná com o objetivo de  estimular a troca de informações com a comunidade e divulgar a associação.
De 14 se setembro a 31 de outubro, no 3º Pavimento do Memorial de Curitiba

OS MODERNOS BRASILEIROS + 1
A exposição traz uma rara oportunidade de ver lado a lado as criações representativas de uma série de mestres, na grande maioria arquitetos que escreveram os pioneiros e mais importantes capítulos da história do mobiliário moderno brasileiro e, consequentemente, daquilo que chamamos de design ou arte aplicada no Brasil.

De 23 de setembro a 28 de novembro, no  Museu Oscar Niemeyer

BIENAL E FNAC
Durante o período da Bienal, a FNAC Curitiba promove diversas ações culturais. Serão lançamentos de livros, debates/palestras, exposição, atividades infantis e descontos especiais no setor de design. Acesse o site para saber mais sobre a programação. De 14 de setembro a 31 de outubro de 2010, no ParkShopping Barigui

 
FORA DA CAIXA
O evento propõe uma discussão aberta e objetiva sobre o design de embalagens sustentáveis. Será dividido em duas etapas: Palestras e Mesa-Redonda.
Dia 22/10/2010 - das 7h30 às 12h, no  Museu Oscar Niemeyer (auditório)

MOSTRA CHARLES E RAY EAMES
A Mostra Charles e Ray Eames reúne 27 curta - metragens produzidos entre 1950 e 1982 pelo casal Eames, importante dupla de designers que marcou profundamente o olhar sobre as formas estéticas do pós-guerra. De 29 de setembro a 27 de outubro, no Cinepensamento - Paço da Liberdade SESC Paraná

II ENDS - "INOVAÇÃO E SUSTENTABILIDADE PARA A BASE DA PIRÂMIDE"
Exposição com imagens 3D apresentando as implicações dos princípios do design para a sustentabilidade em produtos, serviços e sistemas voltados para a habitação de interesse social. De 1º/10/2010 à 08/10/2010, na Rua da Cidadania Matriz - Praça Rui Barbosa

 
3ª MOSTRA JOVENS DESIGNERS
A Mostra Jovens Designers tem o objetivo de divulgar a produção das Universidades do Brasil na área do Design de produto e difundir  sua cultura ao grande público. Período:  setembro/ São Paulo; outubro/ Belo Horizonte; novembro/ Brasília; dezembro/ Florianópolis; janeiro/ Rio de janeiro

CURITIBA 2050
Apresentação de uma panorâmica da Cidade tendo como prospecção Curitiba no ano 2050. O objetivo é estimular a criatividade do estudante de design na busca de soluções para problemas das metrópoles do futuro. De 30 de Setembro a 22 de Outubro, na PUCPR - Sala Aleijadinho Antônio Francisco Lisboa. Prédio da Administração Central.

POÉTICAS URBANAS: DESIGN
Exposição de artefatos, projetos e conceitos propostos por designers e artistas que são influenciados pelas marcas deixadas nos múltiplos circuitos urbanos das cidades contemporâneas. De 1º a 30 de setembro de 2010, no Museu de Arte da Universidade Federal do Paraná - Prédio Central da UFPR / Praça Santos Andrade

PESQUISA E DESENVOLVIMENTO DE MÍDIA DIGITAL DE APOIO À EDUCAÇÃO AMBIENTAL
Exposição multimídia para Educação Ambiental, com foco no Rio Belém (Curitiba / PR). Propicia acesso a registros de memória, perspectivas presentes e futuras do rio, qualidade e cuidado das águas. De 20 de setembro a 22 de outubro de 2010, na Sala de Exposições / Universidade Tecnológica Federal do Paraná - UTFPR

UTP DESIGN - VISÕES DE FUTURO
Trata-se de uma ação coletiva do curso de Design da UTP, habilitações Moda, Gráfico e Produto que compreende três exposições e um workshop na área de Design de Moda, aberto ao público em geral.
Exposição "Joias de Curitiba" - 14 de setembro a 30 de outubro de 2010
Exposição "Apocalypticus" - 14 de setembro a 30 de outubro de 2010
Workshop Modashick - 14 de setembro a 30 de outubro de 2010
Exposição Design de Catástrofe - 01 a 30 de outubro de 2010
Local: Universidade Tuiuti do Paraná | CITEC

II SIMPÓSIO PARANAENSE DE DESIGN SUSTENTÁVEL
Evento técnico-científico que visa promover o debate entre profissionais, estudantes e pesquisadores na área do Design Sustentável, com foco nos resultados de pesquisas recentes realizadas no Estado do Paraná
Dia 07/10/2010, no Campus Reitoria da Universidade Federal do Paraná   -

MOSTRA INADINDIA
A mostra  apresenta peças exclusivas de importantes designers. As peças sofrerão interferências de diversos artistas locais, a fim de sediar em cada obra, um campo de discussão entre arte & design. De 28 de setembro a 31 de outubro, no Paço da Liberdade SESC Paraná

SENAI+DESIGN OPEN HOUSE
Uma série de debates para promover ações de estímulo à criatividade, empreendedorismo e inovação para as indústrias por meio do design estratégico.
De 04 a 06 de outubro de 2010, no Senai/CIETEP

MOSTRA SALÃO DESIGN
Apresentação dos produtos premiados em várias edições do Concurso Salão Design.
De 13 de setembro a 31 de outubro de 2010, na PUCPR - Hall Principal do Museu

MOSTRA DO CONCURSO DE DESIGN MASISA 2010
Exposição dos 12 projetos selecionados na etapa nacional do Concurso de Design Masisa para Estudantes.
De 17 a 24 de outubro de 2010, na PUCPR - Hall Principal do Museu

InMODA- TECPUCPR
Uma série de workshops com professores e profissionais para difundir o valor do design e seu impacto na moda, proporcionando o entendimento da sustentabilidade e sua influência na sociedade. De 24 de setembro a 29 de outubro de 2010, no Bloco TECPUCPR - Campus Curitiba

RICO LINS: UMA GRÁFICA DE FRONTEIRA
Exposição que traz uma retrospectiva do trabalho do Designer Rico Lins. São reproduções das criações do artista, vídeos, uma mesa redonda e uma oficina de criação ministrada pelo próprio designer. De 23 de agosto a 24 de outubro de 2010, na Caixa Cultural Curitiba  

"STREAMLINE - PASSADO E PRESENTE"
Exposição de móveis e objetos que destaca o movimento Streamline, em voga nos anos 30 e 40 e que até hoje influencia o design, com suas linhas aerodinâmicas e forte simbolismo. De 14 de setembro a 31 de outubro, no Showroom Desmobilia

EXPOSIÇÃO 25 ANOS DE DESIGN FLEXIV
Exposição em comemoração aos 25 anos de história ligados ao design e soluções para escritórios que inspiram o prazer de trabalhar.
De 30 de setembro a 31 de outubro, no Showroom Flexiv

PARALELO25*
Uma série de ações promovidas pelo *CCPR - Clube de Criação do Paraná - a fim de potencializar os debates acerca do design. Exposição, WorkChopp, Oficnas 4X4, Ponto e Vírgula - Design Comunica?  E Arte com Design e Sustentabilidade.
Ficha Técnica
Coordenação Geral: Centro de Design Paraná
Curadoria Geral: Adélia Borges
Curadores dos Módulos: André Stolarski, Angélica Santi, Freddy Van Camp, Ivens Fontoura, Jaime Lerner, Renato Bertão, Antonio Razera Neto, Rico Lins, Tina Midtgaard (Danish Design Centre), Karen Kjærgaard (Danish Crafts) e Kjersti Wikstrøm (Danish Architecture Centre)
Produção Executiva: Arte 3 - Ana Helena Curti
Projeto de Arquitetura: Pedro Mendes da Rocha
Design Gráfico: Oswaldo Miranda (Miran) e Oscar Reinstein
Serviço:
O quê: Bienal Brasileira de Design 2010 Curitiba
Quando: 14 de setembro a 31 de outubro
Locais: Centro Integrado dos Empresários e Trabalhadores do Estado do Paraná (Cietep); Memorial de Curitiba; Museu Oscar Niemeyer; Universidade Positivo; Jardim Botânico; Parque Barigüi e Sebrae Paraná
Patrocínio: FIAT, Santander, Natura e Electrolux
Iniciativa: MDIC (Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior), MINC (Ministério da Cultura) e MBC (Movimento Brasil Competitivo)
Realização: Centro de Design Paraná e Sistema FIEP, por meio do Centro Internacional de Inovação (C2i).   
Co-patrocínio: Sebrae, ABDI, BNDES, MCT
Co-realização: Prefeitura Municipal de Curitiba e Universidade Positivo
Mais informações no site http://www.bienalbrasileiradedesign.com.br/
PDF Imprimir E-mail
   
De 14 de setembro a 31 de outubro, a capital paranaense terá a oportunidade de vivenciar diversas manifestações de design. A cidade recebe a Bienal Brasileira de Design 2010, organizada pelo Centro de Design Paraná e pela Federação das Indústrias do Estado (Fiep), por meio do Centro Internacional de Inovação (C2i). Essa é a primeira edição que conta com a realização de uma entidade que trabalha especialmente pela construção de uma cultura do design no Brasil e que tem foco na indústria. O tema do evento é "Design, Inovação e Sustentabilidade" e a curadoria geral é de Adélia Borges.
O objetivo desta edição é democratizar o design. "Procuramos dar ênfase em produtos que fazem parte do cotidiano, mostrando que o design e a sustentabilidade são para todos. A proposta é desmistificar essa temática levando a Bienal até as pessoas", revela Letícia Castro Gaziri, diretora de projetos do Centro de Design Paraná. Uma das grandes inovações é que a Bienal acontecerá em diversos pontos da cidade, tanto em espaços institucionalizados, como museus e universidades, quanto em locais públicos com alta circulação de pessoas, como os parques.

Na opinião do presidente da Fiep PR, Rodrigo da Rocha Loures, o design é o grande impulsionador do sucesso no ambiente industrial. "Os diferenciais tecnológicos entre os produtos tendem a ser cada vez menores e mais difíceis de serem percebidos pelo consumidor. E não estamos nos referindo apenas à apresentação final do produto, mas sim a todo processo, desde o desenvolvimento até sua comercialização. É necessário que a indústria, principalmente as micro e pequenas, passem a utilizar o design como ferramenta para a competitividade. A inovação permite que as indústrias possam crescer com competitividade, responsabilidade e sustentabilidade", comenta.

Para sediar o evento, Curitiba passou pelo Comitê de Orientação Estratégica da Bienal Brasileira de Design (Coeb), que reúne órgãos públicos, entidades privadas e instituições do terceiro setor. As outras edições da Bienal aconteceram em São Paulo (2006) e em Brasília (2008). O evento é itinerante e deverá ser realizado em cidades diferentes a cada dois anos. Em 2012, a Bienal acontecerá em Belo Horizonte.

Números
A expectativa da organização é receber 250 mil visitantes, não apenas profissionais da área, mas também o público em geral. "Durante os meses de setembro e outubro muitos olhares se voltarão para o Paraná. Esperamos atrair a atenção do país e do mundo para este tema tão significativo para o futuro de todos. Ao abrir esta discussão pretendemos trazer à tona o papel de cada um na sustentabilidade e no consumo consciente", afirma a diretora de projetos do Centro de Design Paraná, Letícia Castro Gaziri.

Ao todo, 38 conferencistas de diversos países se reunirão em Curitiba para esse debate. A participação poderá ser ampliada por cerca de 500 mil internautas que navegarão pelas exposições virtuais e poderão eleger o produto-destaque da Bienal.

Curadoria
A Bienal Brasileira de Design 2010 Curitiba tem como curadora geral a jornalista mineira Adélia Borges. A Bienal abordará temas da atualidade, sob a ótica da inovação e da sustentabilidade. Assim, sua visitação será essencial para quem quiser estar "antenado" não só no presente, como também nos rumos que o design deve seguir no futuro próximo. Os principais designers brasileiros de produto estarão representados. "Tivemos uma preocupação grande de não nos restringirmos ao eixo Rio-São Paulo, costumeiro em eventos desse tipo, e sim ampliar para todo o país", explica Adélia. Serão produtos e serviços de vários segmentos, em diferentes materiais e técnicas produtivas.

Mostras
Nove mostras compõem a Bienal Brasileira de Design 2010 Curitiba. As exposições reunirão as contribuições criativas do passado cujas influências permanecem até hoje; projetos que articulam o design, a inovação e a sustentabilidade; e trabalhos acadêmicos de excelência que projetam a geração de profissionais do futuro.

Confira as mostras e os locais:
Design, Inovação e Sustentabilidade
A principal mostra da Bienal apresentará um panorama da produção recente do design brasileiro, tendo como eixos condutores a inovação e a sustentabilidade. Cerca de 200 projetos, entre produtos, design de serviços e sistemas produto+serviço, incluindo design gráfico e de embalagens, estarão presentes.
Local: Fiep - Cietep
Curadoria: Adélia Borges - jornalista, curadora especializada em design e professora na Fundação Armando Álvares Penteado (Faap). Autora de seis livros, entre eles Designer não é Personal Trainer. Foi diretora do Museu da Casa Brasileira. Escreveu para várias publicações, como a revista Design & Interiores.

Sustentabilidade: E eu com isso?

Exposição de cartazes inéditos elaborados em torno da frase/tema "Sustentabilidade: e eu com isso?". O projeto se vale da força direta e sintética dos cartazes para buscar novos olhares que coloquem em questão e reflitam sobre o termo sustentabilidade, sua conceituação, uso e consequências. Além de 20 peças criadas por artistas visuais e jovens designers convidados, a exposição terá mais 10 feitas por estudantes selecionados em concurso nacional organizado em parceria com o NDesign. A mostra estará em espaços urbanos abertos, num esforço deliberado para chegar a públicos mais amplos do que aqueles que usualmente frequentam exposições. Conjuntos de cartazes serão disponibilizados para instituições que queiram realizar mostras em suas cidades, simultaneamente à Bienal. Informações: (41) 3018-7332/ 3018-7332
Local: Ambientes urbanos de Curitiba, como Parque Barigüi e Jardim Botânico, e de outras cidades, ainda a serem confirmados.
Curadoria: André Stolarski - designer visual, atual diretor da Associação dos Designers Gráficos do Brasil, professor na ESDI/UERJ e na ESPM/RJ. Dirigiu o departamento de design e museografia do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro. Foi coordenador geral da Bienal Brasileira de Design Gráfico ADG em 2008.

Rico Lins - designer, diretor de arte, professor e curador. Tem Master pelo Royal College of Art de Londres. Foi professor da NY School of Visual Arts e coordenou o Master em Graphic Design no Istituto Europeo de Design SP. Em 2009, realizou a exposição "Rico Lins: Uma Gráfica de Fronteira".

Bienais de Design: Primórdios de uma ideia
Esta exposição recupera a história das primeiras bienais de design realizadas no Brasil. No Rio de Janeiro, foram três edições da Bienal Internacional de Design, em 1968, 70 e 72, organizadas pelo Instituto de Desenho Industrial (IDI). Em Curitiba, o professor Ivens Fontoura liderou duas edições da Bienal Brasileira de Design, em 1990 e 1992.
Local: Fiep - Cietep
Curadoria: Freddy Van Camp - designer, titular da Van Camp Design, pós-graduado na UCLA/USA e na SHFBK Braunschweig/Alemanha. Professor da ESDI/UERJ desde 1974, já foi diretor desta instituição por duas ocasiões. Trabalhou ainda na Consul, onde fundou o departamento de design.
Ivens Fontoura - designer, crítico de design, museógrafo e professor. Mestre em Design Industrial (UNAM), em Educação (UFPR) e doutorando em Filosofia e Ciências da Educação (Universidad de Santiago de Compostela). É conservador-chefe do Museu Universitário PUCPR.
Design Urbano: Uma Trajetória
Nesta exposição o arquiteto, urbanista e administrador público Jaime Lerner pontua algumas das experiências de sua trajetória profissional de quase meio século no que diz respeito a intervenções de design urbano. São projetos elaborados tanto para Curitiba quanto para outras cidades nacionais e internacionais em que ele pôde aplicar seus conceitos de mobilidade, sustentabilidade e identidade. O ponto que une esses diferentes trabalhos é o fato de representarem soluções altamente inovadoras sem precisarem recorrer a orçamentos estratosféricos. Ligeirinho, o programa "Lixo que não é lixo", Rua portátil e os Dock-Docks, sistema de veículo supercompacto sem propriedade individual, são alguns dos projetos a serem apresentados.
Local: Memorial de Curitiba
Curadoria: Jaime Lerner - arquiteto. Atuou no planejamento que tornou Curitiba referência em gestão urbana. Foi prefeito municipal por três vezes e governador do Paraná. Desenvolve projetos de estruturação urbana para cidades do país e do exterior. É consultor das Nações Unidas para assuntos de cidades.
A reinvenção da matéria
Há uma febril movimentação no mundo hoje em torno do que podemos chamar de "reinvenção da matéria", em que o designer atua não no nível do produto, mas da matéria-prima com que ele é feito. O Brasil reúne condições especiais de liderar esse processo no cenário mundial, pois existem no país dezenas de recursos naturais que ainda não foram suficientemente estudados e utilizados. Além disso, há uma tradição popular no país quanto à reciclagem. Movido pela miséria, o povo brasileiro tinha práticas ecológicas antes mesmo de essa palavra ser incorporada ao dicionário. Esta exposição vai mostrar um panorama desse movimento no Brasil hoje. Seu foco são matérias-primas brutas e sua transformação, por meio da inteligência humana, em objetos sustentáveis.
Local: Museu Oscar Niemeyer
Curadoria: Adélia Borges
Mostra Internacional - It's a Small World (Dinamarca)
Como os designers dinamarqueses estão trabalhando temas globais como sustentabilidade, novas tecnologias e consumo? A mostra It's a small world tem a proposta de responder essa questão, ao apresentar a produção de um país com uma longa tradição na área do design, hoje bastante preocupado com soluções criativas e conscientes para a problemática ambiental. A exposição estreou em Copenhagen no final de 2009, foi para Shangai e agora chega ao Brasil e, reúne num mesmo espaço design, artesanato e arquitetura.
Local: Fiep - Cietep
Curadoria: Tina Midtgaard - Danish Design Centre; Karen Kjærgaard - Danish Crafts; e Kjersti Wikstrøm - Danish Architecture Centre
Memória do Design no Paraná
Cinco designers paranaenses estão sendo objeto de pesquisa realizada pela Universidade Positivo. O projeto "Memória do Design no Paraná: Entrevista Coletiva" visa a resgatar, por meio de entrevistas reunidas em livro e DVD, a história e o trabalho dos profissionais pioneiros no design do Paraná.
Foram selecionados profissionais com atuação marcante no período de 1960 a 1980 no Paraná. A seleção procurou levar em consideração a atuação em duas áreas: a programação visual e o desenho industrial. Os nomes são: Guilherme Bender, Jorge de Menezes, Ronaldo Rego Leão, Manoel Coelho, Rubens de Palma Sanchotene.
Local: Universidade Positivo
Curadoria: Antonio Razera Neto - designer, mestre em Engenharia Florestal pela UFPR, sócio-proprietário da empresa DZAi Industrial e Gráfico, coordenador e professor do Curso de Design de Produto da Universidade Positivo. Foi também coordenador e professor do Curso de Desenho Industrial da UFPR.
Renato Bertão - designer e artista plástico, professor do curso de Artes Visuais - Computação da Universidade Tuiuti do Paraná, professor e coordenador do Curso de Design - Projeto Visual da Universidade Positivo. Fez a direção técnica da Bienal Brasileira de Design de 1991.
Novíssimos
De um lado, a nova geração de designers, que está saindo dos bancos escolares. De outro, os empresários, tantas vezes precisando do frescor de ideias para responder a um mercado em mutação. A exposição Novíssimos vai aproximar esses dois atores, fazendo uma ponte entre oferta e demanda. De móveis a luminárias, de joias a utensílios domésticos, de máquinas a uma biblioteca itinerante, de sanitário a instrumentos de trabalho, uma visão de produtos concebidos por estudantes de todo o país tendo em vista as necessidades ambientais e sociais da população brasileira.


Serão apresentados 53 projetos de produtos, de 12 estados e 27 instituições, reunidos a partir de indicações de professores universitários de todas as regiões do Brasil e, posteriormente, selecionados por um júri composto por Nelson Ivan Petzold, Geraldo Pougy (Centro de Design Paraná), Gisele Leiva do Rio (ADP) e Roger Rieger (ABEDesign). Na seleção final estão participantes do Amazonas, Bahia, Maranhão, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Goiás e DF.
Local: Fiep - Cietep
Curadoria: Ivens Fontoura

Memória da Indústria: O caso da CIMO
A exposição tem como tema a experiência da Móveis Cimo S.A., criada em Rio Negrinho, SC, nos anos 1920, que posteriormente se estendeu ao Paraná. O empreendimento foi um dos marcos divisores entre a herança artesanal e o início da produção seriada no Brasil, e existiu até os anos 1970. Maior indústria de móveis do país, seus produtos estiveram em salas de aula, repartições públicas, escritórios, casas, auditórios e cinemas do Brasil e da América Latina, e ainda hoje estão vivos na memória das pessoas, reconhecidos por suas qualidades de resistência, durabilidade, beleza e conforto. A mostra trará documentos e fotos de época e cerca de 40 peças originais de mobiliário.
Local: Fiep - Cietep
Curadoria: Angélica Santi - designer de mobiliário desde 1968, fundadora da Oficina Arte Design, onde atua até hoje. Tem larga atuação docente: lecionou na Faap, Uniban, Oficina, Feevale e na Universidade Federal de Viçosa. A experiência da Cimo foi tema de sua dissertação de mestrado na FAUUSP.
Seminário internacional Design Innovation Labs
Entre os dias 15 e 17 de setembro, a Bienal Brasileira de Design 2010 Curitiba promove o seminário internacional Design Innovation Labs. O evento terá palestras, clínicas de consultoria para empresários, workshops, apresentação de cases de sucesso e painéis de discussão, com nomes de referência nacional e internacional. As atividades acontecem em três espaços diferentes: Cietep, Sebrae Paraná e Universidade Positivo e possuem tanto entrada gratuita, quanto ingresso mediante taxa de inscrição. Programação completa e inscrições pelo site www.bienalbrasileiradedesign.com.br
Ações educativas
Um dos objetivos do evento é ampliar a compreensão do design como ferramenta estratégica para a inovação e sustentabilidade. Para isso, propõe ações educativas que envolvam o público e os projetos apresentados. A temática Design, Inovação e Sustentabilidade será utilizada na capacitação de professores da rede municipal de ensino. Além disso, serão organizadas visitas de estudantes aos espaços da exposição, acompanhadas por equipes de monitoria. Para participar é preciso cadastrar a escola no site http://www.bienalbrasileiradedesign.com.br/ .
Ações interativas
Mesmo quem não puder participar do evento em Curitiba, poderá ter acesso às mostras da Bienal Brasileira de Design por meio da exposição virtual. O tour virtual pode ser feito em breve no site do evento. Além disso, é possível eleger o produto-destaque da edição 2010.
Ações paralelas
Paralelas às ações principais da Bienal 2010, acontecerão mais de 20 iniciativas culturais alinhadas ao tema Design, Inovação e Sustentabilidade. São exposições, debates, lançamentos de livros, mesas-redondas, visitas técnicas a empresas, entre outras atividades, propostas pela comunidade. Confira:
EXPOSIÇÃO PRODESIGN>PR
Exposição da produção dos designers do Paraná com o objetivo de  estimular a troca de informações com a comunidade e divulgar a associação.
De 14 se setembro a 31 de outubro, no 3º Pavimento do Memorial de Curitiba

OS MODERNOS BRASILEIROS + 1
A exposição traz uma rara oportunidade de ver lado a lado as criações representativas de uma série de mestres, na grande maioria arquitetos que escreveram os pioneiros e mais importantes capítulos da história do mobiliário moderno brasileiro e, consequentemente, daquilo que chamamos de design ou arte aplicada no Brasil.

De 23 de setembro a 28 de novembro, no  Museu Oscar Niemeyer

BIENAL E FNAC
Durante o período da Bienal, a FNAC Curitiba promove diversas ações culturais. Serão lançamentos de livros, debates/palestras, exposição, atividades infantis e descontos especiais no setor de design. Acesse o site para saber mais sobre a programação. De 14 de setembro a 31 de outubro de 2010, no ParkShopping Barigui

 
FORA DA CAIXA
O evento propõe uma discussão aberta e objetiva sobre o design de embalagens sustentáveis. Será dividido em duas etapas: Palestras e Mesa-Redonda.
Dia 22/10/2010 - das 7h30 às 12h, no  Museu Oscar Niemeyer (auditório)

MOSTRA CHARLES E RAY EAMES
A Mostra Charles e Ray Eames reúne 27 curta - metragens produzidos entre 1950 e 1982 pelo casal Eames, importante dupla de designers que marcou profundamente o olhar sobre as formas estéticas do pós-guerra. De 29 de setembro a 27 de outubro, no Cinepensamento - Paço da Liberdade SESC Paraná

II ENDS - "INOVAÇÃO E SUSTENTABILIDADE PARA A BASE DA PIRÂMIDE"
Exposição com imagens 3D apresentando as implicações dos princípios do design para a sustentabilidade em produtos, serviços e sistemas voltados para a habitação de interesse social. De 1º/10/2010 à 08/10/2010, na Rua da Cidadania Matriz - Praça Rui Barbosa

 
3ª MOSTRA JOVENS DESIGNERS
A Mostra Jovens Designers tem o objetivo de divulgar a produção das Universidades do Brasil na área do Design de produto e difundir  sua cultura ao grande público. Período:  setembro/ São Paulo; outubro/ Belo Horizonte; novembro/ Brasília; dezembro/ Florianópolis; janeiro/ Rio de janeiro

CURITIBA 2050
Apresentação de uma panorâmica da Cidade tendo como prospecção Curitiba no ano 2050. O objetivo é estimular a criatividade do estudante de design na busca de soluções para problemas das metrópoles do futuro. De 30 de Setembro a 22 de Outubro, na PUCPR - Sala Aleijadinho Antônio Francisco Lisboa. Prédio da Administração Central.

POÉTICAS URBANAS: DESIGN
Exposição de artefatos, projetos e conceitos propostos por designers e artistas que são influenciados pelas marcas deixadas nos múltiplos circuitos urbanos das cidades contemporâneas. De 1º a 30 de setembro de 2010, no Museu de Arte da Universidade Federal do Paraná - Prédio Central da UFPR / Praça Santos Andrade

PESQUISA E DESENVOLVIMENTO DE MÍDIA DIGITAL DE APOIO À EDUCAÇÃO AMBIENTAL
Exposição multimídia para Educação Ambiental, com foco no Rio Belém (Curitiba / PR). Propicia acesso a registros de memória, perspectivas presentes e futuras do rio, qualidade e cuidado das águas. De 20 de setembro a 22 de outubro de 2010, na Sala de Exposições / Universidade Tecnológica Federal do Paraná - UTFPR

UTP DESIGN - VISÕES DE FUTURO
Trata-se de uma ação coletiva do curso de Design da UTP, habilitações Moda, Gráfico e Produto que compreende três exposições e um workshop na área de Design de Moda, aberto ao público em geral.
Exposição "Joias de Curitiba" - 14 de setembro a 30 de outubro de 2010
Exposição "Apocalypticus" - 14 de setembro a 30 de outubro de 2010
Workshop Modashick - 14 de setembro a 30 de outubro de 2010
Exposição Design de Catástrofe - 01 a 30 de outubro de 2010
Local: Universidade Tuiuti do Paraná | CITEC

II SIMPÓSIO PARANAENSE DE DESIGN SUSTENTÁVEL
Evento técnico-científico que visa promover o debate entre profissionais, estudantes e pesquisadores na área do Design Sustentável, com foco nos resultados de pesquisas recentes realizadas no Estado do Paraná
Dia 07/10/2010, no Campus Reitoria da Universidade Federal do Paraná   -

MOSTRA INADINDIA
A mostra  apresenta peças exclusivas de importantes designers. As peças sofrerão interferências de diversos artistas locais, a fim de sediar em cada obra, um campo de discussão entre arte & design. De 28 de setembro a 31 de outubro, no Paço da Liberdade SESC Paraná

SENAI+DESIGN OPEN HOUSE
Uma série de debates para promover ações de estímulo à criatividade, empreendedorismo e inovação para as indústrias por meio do design estratégico.
De 04 a 06 de outubro de 2010, no Senai/CIETEP

MOSTRA SALÃO DESIGN
Apresentação dos produtos premiados em várias edições do Concurso Salão Design.
De 13 de setembro a 31 de outubro de 2010, na PUCPR - Hall Principal do Museu

MOSTRA DO CONCURSO DE DESIGN MASISA 2010
Exposição dos 12 projetos selecionados na etapa nacional do Concurso de Design Masisa para Estudantes.
De 17 a 24 de outubro de 2010, na PUCPR - Hall Principal do Museu

InMODA- TECPUCPR
Uma série de workshops com professores e profissionais para difundir o valor do design e seu impacto na moda, proporcionando o entendimento da sustentabilidade e sua influência na sociedade. De 24 de setembro a 29 de outubro de 2010, no Bloco TECPUCPR - Campus Curitiba

RICO LINS: UMA GRÁFICA DE FRONTEIRA
Exposição que traz uma retrospectiva do trabalho do Designer Rico Lins. São reproduções das criações do artista, vídeos, uma mesa redonda e uma oficina de criação ministrada pelo próprio designer. De 23 de agosto a 24 de outubro de 2010, na Caixa Cultural Curitiba  

"STREAMLINE - PASSADO E PRESENTE"
Exposição de móveis e objetos que destaca o movimento Streamline, em voga nos anos 30 e 40 e que até hoje influencia o design, com suas linhas aerodinâmicas e forte simbolismo. De 14 de setembro a 31 de outubro, no Showroom Desmobilia

EXPOSIÇÃO 25 ANOS DE DESIGN FLEXIV
Exposição em comemoração aos 25 anos de história ligados ao design e soluções para escritórios que inspiram o prazer de trabalhar.
De 30 de setembro a 31 de outubro, no Showroom Flexiv

PARALELO25*
Uma série de ações promovidas pelo *CCPR - Clube de Criação do Paraná - a fim de potencializar os debates acerca do design. Exposição, WorkChopp, Oficnas 4X4, Ponto e Vírgula - Design Comunica?  E Arte com Design e Sustentabilidade.
Ficha Técnica
Coordenação Geral: Centro de Design Paraná
Curadoria Geral: Adélia Borges
Curadores dos Módulos: André Stolarski, Angélica Santi, Freddy Van Camp, Ivens Fontoura, Jaime Lerner, Renato Bertão, Antonio Razera Neto, Rico Lins, Tina Midtgaard (Danish Design Centre), Karen Kjærgaard (Danish Crafts) e Kjersti Wikstrøm (Danish Architecture Centre)
Produção Executiva: Arte 3 - Ana Helena Curti
Projeto de Arquitetura: Pedro Mendes da Rocha
Design Gráfico: Oswaldo Miranda (Miran) e Oscar Reinstein
Serviço:
O quê: Bienal Brasileira de Design 2010 Curitiba
Quando: 14 de setembro a 31 de outubro
Locais: Centro Integrado dos Empresários e Trabalhadores do Estado do Paraná (Cietep); Memorial de Curitiba; Museu Oscar Niemeyer; Universidade Positivo; Jardim Botânico; Parque Barigüi e Sebrae Paraná
Patrocínio: FIAT, Santander, Natura e Electrolux
Iniciativa: MDIC (Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior), MINC (Ministério da Cultura) e MBC (Movimento Brasil Competitivo)
Realização: Centro de Design Paraná e Sistema FIEP, por meio do Centro Internacional de Inovação (C2i).   
Co-patrocínio: Sebrae, ABDI, BNDES, MCT
Co-realização: Prefeitura Municipal de Curitiba e Universidade Positivo
Mais informações no site http://www.bienalbrasileiradedesign.com.br/

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Prêmio Instituto Claro destaca projeto de desenvolvimento comunitário

Até 3 de dezembro, estão abertas as inscrições para o Prêmio Instituto Claro que vai selecionar iniciativas de escolas e organizações sociais que usam tecnologia para fortalecer empreendedorismo social. Serão concedidos R$ 150 mil em prêmios.

Podem participar educadores, professores, escolas, organizações do terceiro setor e o público em geral, desde que ligados a uma empresa jurídica. As inscrições devem ser feitas pelo site do Instituto (www.institutoclaro.org.br).

Os candidatos podem se inscrever em duas modalidades: Inovar na Aprendizagem e Inovar na Comunidade. Serão premiados pelo menos um projeto por categoria, sendo que não há limite máximo de projetos por modalidade. A divulgação dos vencedores e a entrega dos prêmios serão no início de 2011.

As iniciativas inscritas devem ser consideradas inovadoras e com potencial de articular a comunidade, de modo que possa identificar possíveis parceiros. Todos os projetos serão avaliados por uma comissão técnica.

Mais informações estão disponíveis no regulamento, no site www.institutoclaro.org.br/premio ou pelo telefone (11) 3171-0998.

CMDCA abre edital para projetos sociais

Se você faz parte de uma instituição sediada em Salvador, que trabalha com crianças e adolescentes e que esteja regularmente inscrita no Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente (CMDCA) e tenha projetos novos para essa área, fique ligado!
O CMDCA abriu edital para financiamento de projetos direcionados a crianças e adolescentes em situação de risco, através do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (FMDCA). Os projetos devem ser entregues até o dia 17 deste mês, às 16h30, na sede do CMDCA, situada na Ladeira dos Aflitos e devem oferecer assistência social, atividades educativas, culturais, psicopedagógicas, esportivas, de entretenimento e lazer, em ambiente de acolhimento e carinho.
Mais informações, acesse o site do CMDCA ou entre em contatos pelos telefones (71) 3329-6516 / 3328-7738 e por e-mail cmdca@salvador.ba.gov.br
Serviço:
O que: Inscrição de projetos voltados para crianças e adolescentes
Quando: Até 17 de setembro, às 16h30
Onde: Sede do CMDCA. Endereço: Ladeira dos Aflitos, nº 15, Centro. Tel: (71) 3329-6516 / 3328-7738
Quanto: Gratuito

Fonte; Blog A Queima Roupa

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Sony lança concurso cultural

Neste mês, a Sony apresenta um novo concurso cultural aos brasileiros. Denominado "Deixe sua marca", incentiva os internautas a criar desenhos personalizados para estampar o Trik, nova Dock Station para aparelhos de áudio portátil, como iPod, iPhone e Walkman. Para participar, basta acessar o site  e soltar a imaginação.

Qualquer pessoa poderá acessar o site e inscrever seu desenho para participar do concurso. Não existe uma linha criativa a ser seguida. O internauta pode criar as estampas que desejar. Ao final de cada mês, um júri técnico vai escolher as melhores criações e premiar os autores com produtos Sony, que vão desde notebooks da linha VAIO até consoles da linha PlayStation. O site conta com o regulamento e a lista de premiação completa.

O portal apresenta estampas feitas por artistas plásticos renomados, que podem ser usadas como inspiração aos participantes na elaboração das artes, imprimindo estilo e modernidade ao equipamento. Os artistas escolhidos são as criadoras do Ateliê Josephina, que elaboraram a técnica batizada de Patchdesign. Tafetá, jacquard, algodão e seda viram borboletas, flores e árvores em obras leves e femininas. Outros artistas inspiradores são os proprietários do estúdio Vorko. Ilustrações, modelagem 3D, editoração e desenvolvimento de identidade visual fazem parte dessa linha de criação. Os integrantes da banda Black Drawing Chalks e criadores do projeto Bicicleta Sem Freio também emprestam sua linha de criação ao concurso. O multidisciplinar trio de Goiânia expressa seu talento usando a música como inspiração.

Além de poder usar as tendências criadas por esses artistas, o participante também pode elaborar sua estampa com materiais próprios, como fotos e desenhos já armazenados em seu computador.

“A ação será divulgada em blogs e portais sobre música, moda, arte, comportamento e design, além de posts em redes sociais. Isso fará com que o consumidor receba as devidas informações e não perca esta oportunidade”, afirma Carla Murakami, gerente de produto da linha de áudio portátil da Sony Brasil. escolheu o design como profissão e estilo de vida.

O concurso cultural vai de agosto de 2010 até o final de março de 2011.

Concurso Cultural "Exercite sua Criatividade"

Concurso Cultural "Exercite sua Criatividade" PDF Imprimir E-mail
Estão abertas as inscrições para o Concurso Cultural "Exercite sua Criatividade", Para participar basta enviar a url de um vídeo do Youtube que mostre criativamente uma forma inusitada de se exercitar. O prazo final é 16 de novembro de 2010.

Prêmios:

1º Lugar - 01 TV LCD 42’  
2º Lugar - 01 Sony Bloggie MP5 + 01 cartão de 8 Gigas – especificações  
3º Lugar - 01 Sony Bloggie MP5 –  
4º Lugar - 01 Frequencímetro Polar modelo FT2
5º Lugar - 01 Frequencímetro Polar modelo FT2

Para participar clique no site do Concurso Cultural "Exercite sua Criatividade"

Concurso para obras inéditas com países de fala portuguesa

Escritores brasileiros e de países africanos de língua portuguesa podem inscrever livros para a quarta edição do concurso Literatura para Todos que, neste ano, vai distribuir R$ 90 mil às nove melhores obras. As inscrições são de 27 de agosto, até 13 de outubro.
Para concorrer, os autores devem apresentar livros inéditos, dirigidos a neoleitores jovens, adultos e idosos em processo de alfabetização e matriculados em turmas de educação de jovens e adultos nas redes públicas da educação básica. Conforme o edital do concurso, as obras literárias devem ter narrativa atraente, favorecer o envolvimento afetivo e apresentar uma leitura do mundo. Reafirmar o valor da leitura e da palavra escrita e contribuir para a formação de uma comunidade leitora, capaz de compreender a função de ser e estar no mundo, além dos modos de produção social e cultural, são objetivos desta iniciativa do Ministério da Educação. Estreitar laços culturais com os países africanos de língua portuguesa é outra finalidade.

A quarta edição vai selecionar duas obras dos gêneros: prosa (conto, novela ou crônica), poesia, texto da tradição oral (em prosa ou em verso); e uma obra de perfil biográfico e dramaturgia. Os concorrentes dos países africanos – Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e São Tomé e Príncipe – podem escolher uma das cinco modalidades.

As inscrições de autores brasileiros e africanos serão feitas com o envio dos originais. No Brasil, o livro deve ser enviado para o endereço: IV Concurso Literatura para Todos – Ministério da Educação, Esplanada dos Ministérios, Bloco L, sala 209. CEP 70047-900 – Brasília – DF. Os africanos encaminham as obras para as embaixadas do Brasil em seus países.

Cada autor pode participar com um trabalho inédito, mas é admitida a co-autoria. Os originais devem ser apresentados em CD e em seis cópias impressas, em envelope único, lacrado e com pseudônimo. Está vedada a participação de servidores vinculados ao Ministério da Educação e de seus parentes. Professores das instituições federais, estaduais, confessionais e comunitárias de educação superior podem concorrer.

A página eletrônica da Secretaria de Educação Continuada, alfabetização e Diversidade (Secad) traz o Edital nº 5/2010 do Literatura para Todos.

Concurso - Criado em 2006, o concurso Literatura para Todos já selecionou 30 títulos nas edições de 2006 (dez livros), de 2007/2008 (nove, incluindo um livro que recebeu menção honrosa) e de 2009 (nove, incluindo uma menção honrosa. Desde 2008, a coleção integra o Programa Nacional de Biblioteca na Escola (PNBE) do Ministério da Educação.


Confira a relação das obras premiadas em todas as edições do concurso.

Prazo para apresentar projetos ao Fundo Florestal termina esta semana


Serão destinados mais de R$ 2 milhões para projetos de capacitação e assistência técnica em manejo comunitário na Amazônia e Caatinga e restauração da Mata Atlântica na região Nordeste

O Fundo Nacional de Desenvolvimento Florestal (FNDF), gerido pelo Serviço Florestal Brasileiro, receberá até domingo, dia 12 de setembro, as propostas de projetos a serem apoiados com recursos do fundo. A estimativa é que sejam destinados R$ 2,2 milhões.
Instituições públicas e privadas sem fins lucrativos podem participar deste processo, indicando o público-alvo das ações de fortalecimento do manejo florestal a serem desenvolvidas com recursos do FNDF.
A seleção destes beneficiários faz parte das quatro chamadas lançadas pelo FNDF, para 2010. Duas chamadas visam oferecer capacitação e assistência técnica a produtores de sementes e de mudas para restauração da Mata Atlântica na região Nordeste. As outras duas apoiam o desenvolvimento do manejo florestal em áreas de assentamentos na Caatinga do estado do Piauí e em Reservas Extrativistas (RESEXs), na região Norte, localizadas em áreas da Amazônia.

Após esta fase de seleção dos beneficiários, será realizada uma licitação para selecionar organizações que serão responsáveis pela realização da capacitação e assistência técnica. Segundo o gerente de Fomento do Serviço Florestal, Marco Conde, este procedimento promove uma grande simplificação no acesso das comunidades a serviços especializados, que serão especialmente contratados para apoio a suas atividades. "Com isso evitamos os processos de transferência de recursos e o peso dos seus procedimentos administrativos, que oneram principalmente as organizações menos estruturadas", explica.
Informações
Divisão de Comunicação - Serviço Florestal Brasileiro
(61) 2028-7277 / 2028-7293
comunicacao@florestal.gov.br