sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Home office: menos gastos e maior produtividade

O home office é o primeiro estágio na trajetória de muitas micro e pequenas empresas. Começar na casa do empreendedor ou de um dos sócios significa evitar logo de início custos como aluguel e infraestrutura, o que pode ser essencial para viabilizar ou não um negócio.

Para empreendedores das áreas de alimentos, confecções, cosméticos, informática e contabilidade, que estão entre os que mais comumente utilizam o home office, há como vantagem ainda o aumento da produtividade, resultante da redução do tempo gasto com deslocamentos de casa para o trabalho e das horas “mortas".

Trabalhar em sistema home office, porém, não é garantia de sucesso para qualquer tipo de empreendedor. É preciso que ele possua aptidão para administrar um negócio próprio e conhecimento da área em que vai atuar, para que tenha credibilidade do mercado: existe ainda certo tabu com relação ao home office, devido à cultura ou política de segurança de alguns fornecedores e compradores.

A formalização, portanto, é imprescindível para a segurança dos investimentos na criação da empresa, além de uma grande aliada para alavancar os negócios. A criação do Empreendedor Individual já facilitou bastante essa tarefa para os empresários.

As possibilidades de êxito de quem optou pelo home office estão relacionadas ainda à sua iniciativa, capacidade de planejamento, organização, disciplina, administração do tempo e habilidade para evitar interferência de assuntos domésticos nas atividades profissionais.

É preciso estabelecer regras e limites claros de convivência com a família, amigos e vizinhos para que o trabalho não seja comprometido. Ter linha telefônica ou celular de uso exclusivo, assim como computador e acesso à Internet, também são imprescindíveis. Cuidados para não correr o risco de se distrair e perder prazos, assim como trabalhar em excesso também são importantes.

Os empresários atentos a todos esses quesitos têm obtido êxito, comprovando que home offices são essenciais para quem está começando um negócio e têm, portanto, papel significativo no setor empresarial e na economia do país.

Nenhum comentário:

Postar um comentário